domingo, 11 de março de 2012

Não sei se sei curar-me... De ti. Não sei se sei perder-me... De ti. Apaixonei-me e não sei se sei desfazer-me de todo o amor que um dia me deste, todo o amor que um dia começou a brilhar no meu coração por ser apenas teu e meu. Sou tão feliz, do teu lado... Tão eternamente sonhadora e flexível e sorridente e magnífica do teu lado que não sei se um dia quererei curar-me de ti. Fazes-me ser uma borboleta, que nasce pequenina e voa para tão longe dentro do seu próprio mundo. Fazes-me ser um arco-íris, cheio de cor... O céu recheado de estrelas... O mar preenchido de azul. Apaixonei-me por ti e, hoje, sou apaixonada por nós. Ou melhor, apaixonada por cada um de nós. Amo-me porque te consigo dar tudo de mim e entrego-me a ti como se fosse cola da tua própria pele ou sonho das tuas próprias esperanças. Amo-te porque me consegues dar aquilo que nenhum céu, nem nenhuma nuvem, nem nenhuma ave conseguiu dar à cor da minha pele: amor, felicidade, esperança, sonhos para sonhar, sorrisos para dar, receber, acolher, criar, pintar, amar... Amo-te porque me fizeste amar as cores do céu e as ervas que de tão verdes pintam o meu jardim. Amo-te porque me fazes acreditar que ninguém merece não ter um amor, porque sem amor ninguém tem nada, o céu não brilha e as estrelas não sonham. Sou tão eternamente tudo contigo, todas as coisas, que desejava que os dias não fossem donos do tempo e que o nosso fosse inteiramente eterno. Que o nosso, se tivesse mesmo que existir, fosse eterno... Amo-te tanto e ainda não te amei nada... Amo-te tanto e ainda hoje sinto que tenho um mundo de ti para amar. Como fizeste de mim borboleta? Não sei. Mas as minhas asas são todas tuas... Os meus caminhos são todos teus. Como me fizeste tão tua não sei... Mas o meu amor é todo teu. As minhas mãos serão sempre tuas... Os meus sonhos serão eternamente parte dos teus

3 comentários:

  1. 'os meus sonhos serão eternamente parte dos teus' eu derreto com isto!

    ResponderEliminar
  2. há sentimentos que vão fazer sempre parte de nós..mesmo que tenham de viver escondidos e fragmentados no mais fundo do nosso coração

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...