segunda-feira, 28 de maio de 2012

Continuarei a viver por ti porque por muito tempo viveste somente para mim. Continuarei a sorrir por ti porque por muito tempo sorriste somente para mim. Partiste há sete anos, num dia nebuloso que te levou para onde o meu abraço não consegue chegar mas prometo-te que viverei sempre com o sorriso que me ensinaste a lutar, que continuarei a seguir os teus passos e a cuidar de mim, a ter saudades e a chorar mas a ser feliz e a seguir em frente contigo no coração. Hoje, neste dia em que não encontro palavras para sacrificar a dor que envolve o meu coração e me esmaga a alma, neste dia que me lembra o quanto foi difícil dizer adeus a quem nunca devia partir, quero-te dizer que estou triste e me sinto como uma alma esmagada bem fundo no chão mas que tudo ficará bem de novo. Quero-te dizer para não te preocupares porque o meu sorriso irá voltar quando a dor fugir e o sol renascer de novo. Mãe, hoje, 28 de Maio de 2012, repete-se o dia em que tive que te dizer adeus sem te ver e dói, e arde, mutila, e amassa o coração. Estou triste por te ter perdido mas continuarei a viver feliz por ti porque por muito tempo viveste feliz por mim. Nenhum tempo, nenhuma distância nem nenhum amor separará aquilo que existe em mim de nós. O meu único desejo era voltar a ver-te... Só para retirar um bocadinho mais do teu sorriso para mim. Custa não poder tê-lo sempre que o meu coração escurece em dias que não me sinto nada, apenas saudade de algo que não volta mais.... Tu. Mas quero que jamais te preocupes, minha cor do céu. Faz tudo parte quando o amor inquebrável de mãe e filha resiste num coração, tudo parte quando sei que resistirás sempre no meu, como o teu sorriso resistiu a todas as adversidades que a vida um dia te deu e, mesmo assim, o mantiveste para mim. Mamã: amar-te-ei sempre tão loucamente tanto.

1 comentário:

  1. a tua mãe continua a ter um orgulho infinito em ti, estou tão certa disso.

    ResponderEliminar