quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Ama-se com tudo


Ama-se com tudo. 
O amor tem a suavidade e a tenacidade de resistir aos segredos mais silenciosos da vida. Às magias mais bravas e aos arrepios mais frágeis. Ama-se com tudo. Com as horas todas que cantam no relógio, com os segundos que correm mais que a vida. Os sonhos que nascem mais velozes que as estrelas que vivem no céu dos corações que brilham. Com as tempestades mais tropicais e os desertos mais sedosos. Ama-se com tudo. Com os ventos que nos trazem as memórias, às vezes daquelas que trazem o cheiro ao futuro que nos alberga. Com o silêncio. Ama-se até muito mais, às vezes, no silêncio. Na alma quente de quem nos segura, protege, e nos amacia os pontos duros. Nos amacia as tristezas que agarram os pedaços de nós que são demasiado efémeros. Ama-se na confusão do silêncio. Na calma das mais belas conversas. Ama-se com tudo. Nas filas de espera, no carro, nos passeios que se sonham dar, nas músicas que ficaram por ouvir por não haver mais tempo. Ama-se nos ínfimos momentos e naqueles que são grandes demais. Nas oportunidades. Nas derrotas. Ama-se com tudo. Com as duas mãos juntas, os dois corações entrelaçados e os sonhos que se vivem a sorrir. Nas rugas. Naquelas que só aparecem quando o coração está feliz. Nas outras que fazem o coração chorar. Ama-se na chuva dos dias. Com tudo. Com as trovoadas mais sonoras, tenebrosas e arrebatadoras. A amor tem sempre a capacidade de suportar as piores dores do mundo tornando-as mais seguras quando temos as mãos de alguém, ao nosso redor. O amor é fugaz. Mas tão eterno. Sempre tão eterno.  O amor é complicado. Mas tão simples. Com a capacidade de fazer perdurar eternamente as horas, os minutos e até os mais céleres segundos. Ama-se com tudo porque é só assim que o coração sabe fazer. Porque só assim perduraremos sempre no amor que vive noutro alguém. 

Ama-se com tudo. O amor só tem essa capacidade. 
Ama-se com tudo. Com a melhor e maior das aptidões de sermos capazes de tudo.

5 comentários:

  1. O amor não é feito de metades.
    Maravilhoso, como sempre!

    ResponderEliminar
  2. "O amor é complicado. Mas tão simples."
    Tão isto!! :)

    http://recuso-meaafundar.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  3. Ai rapariga, lindas palavras. Tens muito jeito para a escrita, parabéns. Beijinhos *

    ResponderEliminar
  4. Não existem meios amores, nem meios sentimentos, por isso é que o amor é tão bonito e completo!

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...