domingo, 12 de fevereiro de 2012

Duas coisas: estar longe de ti é ser menos um bocadinho do que sou e dei por mim a ser feliz por nós os dois  antes de saber que te transformaste no meu coração. Duas coisas, simples... Uma: dei por mim e sorrir por nós os dois... num canto da minha janela olhava o céu e dava por mim a sorrir por te ter do outro lado... nas estrelas... nas nuvens... no sol... em mim.. no meu coração... a escorrer pela minha pele... como se tudo tivesse a tua forma começava a ser feliz por nós o dois. Outra: fico menos de mim sem ti. Menos um bocado do meu sorriso sem ti, menos um bocado dos meus sonhos sem te ter do meu lado. Meu deus, pertenço ao teu mundo e o teu coração é igual ao meu. Somos dois em um e cresceste demais na minha vida para não seres tudo o que faz viver dela. Meu deus... Dei a minha vida pelo nosso amor e só sei duas coisas... Uma é amar-te e a outra amar-te ainda mais. Derreti e hoje sou tudo o que somos... Rio que desliza pelas pedras que reúnem a nossa força, mar que ondula com o espírito dos nossos sonhos... Derreti e aqueci numa mistura que juntava os nossos corpos e as nossas almas e a nossa história... Consolidei em nós mexendo-me e flexibilizando as pontas dos nossos sorrisos para sermos ainda maiores... Ainda mais fortes. Ainda mais amantes. Ainda mais dois em um, três em um, quatro em um porque amamos por demais... Porque nos queremos sempre por demais e nos consumimos até o dia acabar. Nenhum amor sofre de nós mas somos tudo o que sai de um deles... Queremos viver tudo e nenhum de nós sabe amar por menos. Meu deus... Como o amor enrola uma pessoa e a faz ser de ninguém e de todo o mundo. Como o amor nos abre e nos fascina e nos faz ser de alguém como nunca fomos de nós. Meu deus, só sei duas coisas.... Amar e amar mais. Não consigo dar menos... Tenho dois corações. E um não está no meu peito...

1 comentário:

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...