terça-feira, 10 de abril de 2012

Existem dias que correm sem que o tempo passe por eles. Dias em que nem o sol da maré nem a chuva do inverno sabem quem comanda os céus. Dias em que o tempo não passa por nós nem nós passamos pela vida. Deixa-mo-nos ir. Sem saber que pé levantar ou que mão dar a abraçar. Dias em que apenas nos deixamos ir. Não ao sabor da brisa. Não ao sabor das asas que nos pedem para voar... Há dias onde não existe mais nada senão um corpo e um chão, um corpo que pisa e um chão que é pisado. Triste. Mas há dias em que uma pedra é apenas uma pedra e o barulho do mar apenas o barulho do mar. Hoje o tempo não passou por mim nem eu passei pela vida. Há dias assim.  Deixa-mo-nos ir. E nem sequer ao sabor da brisa...

4 comentários:

  1. há dias assim, que passam simplesmente, como se nada importasse..

    ResponderEliminar
  2. que amanhã o dia brilhe para ti,mariana

    ResponderEliminar
  3. encantas-me! <3
    há dias assim, tão neutros que nem chegam a doer. não nos doem, simplesmente por não nos dizerem nada. mas eu sei que dentro de ti há uma luz que nunca se apaga, vale por muitos dias sem cor.

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...