sábado, 9 de junho de 2012

Eu sou um resto de ti e o que ti sobra. Se existe memória de que alguma vez estiveste viva sou eu. Sou eu que te mantenho viva porque eu era tu e tu eras eu e partiste ficando comigo. Eu sou o que de ti sobra, a esperança que viverá para te manter viva até que o meu sorriso embarque para te encontrar de novo. Eu sou a tua lembrança e o meu coração é feito de ti. A esperança de que ainda vives em nós, que viverás enquanto cada bocadinho meu fruir na vida. Nunca esqueças que ainda vives porque existiremos sempre nós, logo jamais serás esquecida. Eu sou um resto de ti e o que de ti sobra. Mamã, lembra-te: o meu coração é feito de ti.

1 comentário:

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...