terça-feira, 12 de junho de 2012

Caio no templo do amor para que me sintas tua. Para que o silêncio nos recolha e a saudade nos aperte. Caio no templo da saudade para me lembrar de ti, da maneira como envolvias os meus segredos e me beijavas, suavemente, os sonhos. Caio no templo da eternidade e, lentamente, lembro-me do futuro que não tenho contigo, dos dias que não sorrirei contigo, das primaveras que reflorescerei sem ti. Caio no passado para me lembrar de ti agora. Precisava de ti. Para crescer mais, sorrir melhor, continuar acesa. Não te vejo, não te sinto, perdi-me de ti. Sinto falta de te abraçar, de te ver, de te acariciar. Caio no templo do amor para que encontre a saudade e, então, me reveja em ti. Sinto tanto a tua falta. Agora sei como é sentir-mo-nos metade sem coração.

2 comentários:

  1. E isso magoa tanto querida, mas tens que ter força e acreditar que vai tudo ficar bem porque eventualmente, vai ficar*

    ResponderEliminar