terça-feira, 19 de fevereiro de 2013


Como se fosse o fruto proibido: provo-te. Envolvo-me em ti... Gelada na tua pele encontro-me dentro de ti... Como se fosse a minha pele... Como se fôssemos um.
Como se fosse o fruto proibido: anseio-te. Despejo tudo de mim nas entranhas de tudo o que és. E ficas em mim. O teu amor, o teu corpo... Somos de nós. De cada um. Do mundo. Dá-mo-nos para provarmos a ponte que custa tanto a encontrar: a da simplicidade, do amor, da amizade, da guerra e do encontro da paz, do equilíbrio na desordem, do desejo, da luta, do carinho, da troca de momentos, a ponte de mãos dadas... Dos corpos colados, dos corações abertos, dos olhares que pertencem a quem os encontram embebidos de mel. Construímos o especial. O que já ninguém nos tira. O que ficou em nós. Nas noites que amamos  Nos sonhos que sonhamos. Nos dias que vivemos. Nas montanhas que percorremos, nos jardins que florimos...
Como se fosse o fruto proibido. Amamo-nos. Como se fosse o fruto proibido amamos tão intensamente que ficamos sem saber o que é ser sozinho. O que é estar sem o que somos quando somos um do outro. Como se fosse o fruto proibido beijamo-nos... Escondidos do mundo. Na calma que é a euforia de vivermos os dois. No desassossego que é amarmos e desejarmos tão intensidade cada pedacinho de nós. Apegados ou não um no outro. Ao mesmo tempo que o mundo vive, ao mesmo tempo que outras pessoas amam... Ninguém sabe quem somos. Porque somos. Porque existimos apenas quando somos um só no mundo. Na vida. Nos sonhos. Na algibeira que é viver no limite, com os sonhos a sair pela boca... Com o coração em todos os campos dos corpo. Amar é bom. Amar contigo é viver a sonhar o que é real mas que acontece nos céus. Estou perdida... Em ti... No teu amor... No céu.
Como se fosse o fruto proibido provo-te, anseio-te, amo-te, vivo-te.
Como se fosse o fruto proibido sou feliz. Todas as pessoas do mundo deviam saber o que é amar alguém assim. Nas sombras e no escuro da claridade que é ser de alguém....

2 comentários:

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...