sábado, 18 de janeiro de 2014


Sentir-me nua. Sem ti. Triste, porque não estás. Perdida. Porque te tenho e me tens mas é o nosso abraço que não encontro porque estás longe. Tão longe. Esta noite a saudade ganhou-me a alma... E nem o consolo de saber que estou no teu coração me enternece a calma... Tenho saudades. De te ter junto a mim. Que me venhas buscar a casa. Que te sentes, simplesmente, do meu lado. Que sorrias com essa tua forma de encarar a vida demasiado bonita onde me consigo apaixonar a cada segundo. Hoje adormeço triste... São as lágrimas que vencem. A vontade de te resgatar desse país que te levou porque o teu não soube cuidar de ti. E de tantos outros que tiveram que percorrer o mesmo caminho que tu... Sentir-me nua. É como estou. Envolvida em saudade, como me sinto. É esmagador sentir o que sinto. Não poder tocar no carinho do teu beijo. A palma da tua mão. O som da tua voz. O aconchego do teu peito. Escrevo-te para que não me ouças... Porque precisas de coragem e hoje estou triste demais para te poder passá-la. Arde-me o corpo... Aconchego-o na cama com o meu próprio abraço para te sentir... Abraço-me para ter a força que precisas. Para ganhar fôlego para mais um dia. Coragem para mais os dias que forem precisos. Escrevo porque eu própria preciso descarregar o aperto que tenho no coração. A vontade que tenho de correr para tudo o que é teu... Sentir-me nua. Hoje é assim. Um beijo para todos aqueles que, com coragem, tiveram que abandonar o seu país. Outro para todos aqueles, como eu, que ficaram com o seu coração a voar. Sentir-me nua. Ao mesmo tempo saber que te amo tanto. Um beijo, mil beijos.... Para ti, que és o meu coração, amo-te. Com saudade. A tua menina.

4 comentários:

  1. Derreti....... Vê-se tantas saudades nas tuas palavras, está lindo! Doí sempre quando quem gostamos não está connosco, principalmente a uma distância tão grande como esta que aqui descreves, mas acima de tudo tens de ter força e dá-la a quem também precisa! És linda :))

    ResponderEliminar
  2. ohhh minha querida, muito obrigada mesmo <3

    ResponderEliminar
  3. é sempre tão bonito aquilo que escreves. não consigo deixar de te achar a menina mais ternurenta que eu já conheci (e na verdade nem te conheço, mas sinto-te presente, por vezes) <3
    um beijinho grande, Mariana bonita.

    ResponderEliminar
  4. O que mais aprecio no teu recanto, além da sensibilidade genuína que escorres, é a repetição imagética da temática das mãos. Há laços por cá, que facilmente nos fazem reféns das tuas divagações.

    Beijo Mariana.
    Sublime!

    ResponderEliminar