domingo, 27 de setembro de 2015

Invernos

Pousar a mão no teu peito. Num dia que faz inverno em todo o lado. Até aqui. No coração de quem sofre e aguenta a dor que os dias conseguem arrecadar. Pousar a mão no teu peito. Para que a Primavera cresça um bocadinho. Para que a minha pele saiba às flores que plantas com a melodia da tua voz.  Para que de mim renasça ainda mais do que és. Sentir as palavras que ecoam no silêncio das paredes deste quarto. Branco. Translúcido. Alegre com as flores que depositamos ao longo dos anos. Triste. Por conter os pedaços de mim que dilaceram sempre que a memória leva o melhor da vida. Preciso de ti. Para pousar a minha mão no teu peito. Para que os apertos diminuam. Para que a minha alma cresça. Sem precisar de mais nada a não ser o ar que permites ser meu. O nosso ar. O refúgio do nosso subterfúgio. Há almas que contêm imensas vidas. E creio que a minha é assim parecida. Cheia de recantos. Retalhos. Que percorres. Que vagueias. Que preenches. Dás-me sempre o que preciso. Pousando a mão no teu peito. Sempre que o inverno da vida se solta. Sempre que o escuro se torna negro. Acolhendo o teu perfume. Saboreando as batidas do teu coração. Ouço-as como se fossem as minhas, já to disse. Uso-as como se fossem o meu coração. Amor. Que permites que a minha vida não congele com as avalanches que os corações ousam em sentir. Sempre soubeste que o meu coração tinha avalanches. Sempre soubeste aquecê-las. Torná-las o melhor que corre nas veias que sustentam tudo o que sou. Num dia que faz inverno em todo o lado olhas para mim. Desfazes os escuros que teimam em bater em todas as minhas paredes. Pousar a mão no teu peito. O remédio das almas que precisam de ser curadas. O remédio, a cura e a solução para quem respira amor. O paz, o aconchego e a loucura para quem precisa de sentir os invernos dentro de corações. Dentro de abrigos com nomes próprios. Dentro de pessoas como tu. Que me sabem viver.
Pousar a mão no teu peito. Num dia que faz inverno em todo o lado... Menos aqui.

6 comentários:

  1. Escreves sempre coisas tão maravilhosas, Mariana. Nunca me cansarei de te ler *.*

    ResponderEliminar
  2. Lindo texto amei escreve muito bem, tenha uma semana abençoada.
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
    Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  3. Uau!
    Tão ténue, tão suave. Senti cada palavra, e todas elas tão carregadas de amor...! Estou muito contente por ter encontrado o teu blog :)

    ResponderEliminar
  4. Decerto... A tua alma carrega muitas vidas... Mas tem ainda mais o poder de levar a alegria a todas as almas que te rodeiam, de levar amor a todo o lado! love u, nf

    ResponderEliminar
  5. Que lindo inverno!! Assim com tanto sentimento,escreves lindamente!!

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...