terça-feira, 27 de outubro de 2015

Por detrás da vida


Por detrás da vida. Dos sorrisos que dançam lá fora. Das crianças que brincam sem pedir autorização, porque não precisam. Por detrás dos espelhos que corroem a vida. Por detrás dos defeitos. Das vitórias. Do preto. Do branco. Das cores. Por detrás de todas as coisas bonitas que enfeitiçam o mundo. Que o embelezam, coloram. Por detrás das paredes brancas que se escondem dentro de mim. Dos jardins que, sem ninguém notar, te trazem até mim. Aflorada. Abrilhantada. Mágica. Linda. Feita das asas de um anjo. Ou de muitos. Ou até de todos os que no mundo cabem. Estás tu. Que por detrás das cordas que me regem, vives. Que por detrás da beleza do mundo, vives. Por seres o princípio e o fim de todas as cordas que me regem e de toda a beleza que engloba o mundo.  Tenho de ti a maior saudade do mundo. O maior amor que a vida pode dar a alguém: aquele que vive por detrás da tua voz. Que mesmo no silêncio predomina todas as que no mundo existem.
Por detrás da vida. Porque tudo começa em ti. Porque tudo acaba em ti. No amor que deixaste quando as tuas asas levantaram. Na saudade que deixaste em todo o sangue que escorre no meu corpo. Em todas as lágrimas que escapam. Em todas as visões que os meus sonhos me dão. Em todos os abraços que dou. Em todos os sorrisos que, por magia, fluem do que sou. Em todas as risadas que soam iguais às tuas. Em todas as lições que aprendo. Por seres a maior saudade que vive em mim. Por seres a flor mais bonita que a vida me deu e eternizou.
Por detrás da vida. Por seres o sustento que alimenta a minha. Por seres a paz e a esperança de que serei paz e esperança o resto da vida. Por seres a minha certeza para ter a certeza de que as dores da derrota nunca estarão em igualdade com as alegrias que a vida dá e poderá trazer. Por seres a minha liberdade. Aquela que preciso usar sempre que me sinto presa. Aquela que o mundo come se não estivermos de olhos e coração bem abertos.
Por detrás da vida. Para saber sempre que as tuas asas serão as minhas. Para viver sempre... Agarrada ao maior amor que os corações podem sentir: o de uma mãe.

5 comentários:

  1. Hello... from the otherside!!! <3 <3 <3 Não deixa de dizer MUITO nesse caso...Love u!

    ResponderEliminar
  2. O amor maior e mais belo do mundo. Está sempre aqui, nos nossos corações.

    ResponderEliminar
  3. É notório o carinho, o amor e a saudade que sentes dessa grande Mulher que é a tua mãe. E concordo, mesmo já não fazendo parte deste mundo como o conhecemos, ela está perto de ti pois a força do amor verdadeiro ultrapassa essa barreira e todas as outras. Força *

    ResponderEliminar
  4. Há sempre um pilar que nos sustenta, nos faz avançar, mesmo quando os medos são muitos.
    Texto maravilhoso, como sempre!

    r: Concordo totalmente contigo

    ResponderEliminar
  5. O maior amor de todos!!
    Não deixes que acabe essa tua força, miúda.

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...