segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A dor que o vento trás


Escorre-me as lágrimas. O sofrimento. A dor da vida te ter tirado a tua. Escorre-me as lágrimas. As de hoje, as que já limpei, as que irão chegar. Escorre-me o sofrimento que nasce sempre que o teu colo me consome nas saudades. Sempre que o teu sorriso invade as janelas. Sempre que me encontro apenas a mim. Escorre-me as lágrimas para ter a certeza que és tu. Para que o nó que sinto na garganta se desfaça em soluços de alegria. Para que o meu abraço não deixe que fujas, nunca mais. Volta. Rainha. Para os braços de quem nunca deveria ter sido exposta a uma vida sem ti. Volta. Seja como for. Para que o vento nunca mais te volte a levar pela sua brisa. Para que o vento só precise de passar.  Acho que já te disse a saudade que tenho de ver o vento só a passar. Sem a necessidade aguda de puxar nas cordas dele toda a vida que te levou. Escorre-me as lágrimas, por favor. Da criança que hoje chora. Da menina que precisa dos teus cabelos. Da mulher que sonha ouvir a tua voz a toda a hora. A tua saudade será sempre vivida de maneiras tão opostas. E hoje sinto que detonei a hipótese de ela apenas me trazer a paz e a tranquilidade de te ter em mim, como força motor. Que o mundo exploda, mas escorre-me as lágrimas. Toca no meu rosto. Abraça o meu corpo. Os braços que tanto pedem para ser teus. Abraça-me, escorrendo-me a alma. Lavando as minhas lágrimas. Hoje, para que por minutos te possa ter para sempre outra vez. 
Ainda agora o vento abriu a mesma janela por onde costumam entrar os teus sorrisos. Eu sei que já to disse. A morte será sempre o maior castigo daqueles que ficam à espera do vento. 

Escorre-me as lágrimas, mamã. O sofrimento. A dor da vida te ter tirado a tua... Mas não a que ficou em mim.

7 comentários:

  1. Estou completamente arrepiada! Ninguém devia passar por isto :(

    ResponderEliminar
  2. Já dizia os Deolinda que a saudade mais que um crime é um castigo, as tuas palavras são profundas e sentidas e é isso que torna todo o texto especial, sei que onde quer ela esteja ela abraça o teu sorriso e limpa as tuas lágrimas, cuida de ti da mesma forma, acreditando que é a tua estrela guia.
    Um beijinho Mariana. *

    ResponderEliminar
  3. A maior força querida. Juro que me arrepiei a ler isto...

    r: Muito, muito obrigada pelo teu comentário. Fiquei mesmo com um sorriso estampado no rosto.

    ResponderEliminar
  4. Há saudades que ficar e nos corroem por dentro. Nem imagino a falta que dela sentes, quase que aposto que te consome aos poucos. Daqui envio-te um abraço gigante com a certeza de que és uma mulher cheia de garra! Coragem!

    ResponderEliminar