quinta-feira, 16 de março de 2017

O tempo cabe dentro do tempo.
Para te dizer que tenho razão lembrei-me das horas em que somos felizes em segundos tão grandes que nos deram. Para te dizer que tenho razão lembra-te das vezes em que se espera tanto por alguém e passaram tão poucos segundos.

A vida é efémera. Mas lembra-te dos tempos em que aproveitas-te tanto os momentos e das vezes que adias-te ir embora.
A vida são dois dias. Mas vives tanto para acreditar nisso.

O tempo cabe dentro do tempo, acredita no que te digo. Nas viagens enormes que realizei nas pequenas horas de sono que tive.
No tempo em que fizeste de propósito para passar devagar e ela foi embora tão cedo.
Acho que entendes o que digo: mas ainda não tinhas tido tempo para pensar nisso. E já viste o tempo que tiveste?

O tempo é como a vida e a vida como o tempo: efémeros, preciosos e sedosos.
Às vezes precisas de mais tempo outras vezes precisas de mais vida... não te percas. Enfia-te no tempo se assim o for... rouba vida ao tempo se for preciso e fica com ela. Talvez a vida te faça crer que afinal é mais do que apenas dois dias... e no final de contas te apercebas que afinal foi tudo tão pouco.

Só de uma maneira se aproveita o tempo. Quando sabe a pouco.

Como a vida...

3 comentários:

  1. O tempo voa e às vezes é tarde demais.

    ResponderEliminar
  2. A vida é efetivamente um sopro.
    Se não soubermos como dignificar o ar que respirarmos mais vale morrermos sufocados.

    ResponderEliminar

Até Já

A minha foto
Amor, saudade, dor, ausência, paixão...