terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Escrevo porque não sei onde estou. Quem sou. Onde me perdi. Porque não sei onde te perdi a ti - sabendo apenas que estás dentro de mim. Escrevo porque ninguém me diz como passar por cima e eu não sei se vale a pena o salto. Se me arriscarei demais. Se perderei o que mais amo. Escrevo porque estou perdida dentro de mim e não sei onde estou. Nem sei se consigo tirar dentro de mim a ânsia de me querer encontrar. Para começar a respirar. Para voltar a viver de novo. Há momentos na vida em que não respiramos. E eu não sei onde estou. De quem sou. Se alguma vez cheguei a ser minha.

4 comentários:

  1. "Escrevo porque ninguém me diz como passar por cima e eu não sei se vale a pena o salto. Se me arriscarei demais."
    Por vezes deixamo-nos ficar como estamos e achamos que já seguimos em frente e conseguimos viver assim com o sentimento tão vivo dentro de nós..mas a verdade é que ele nos atormenta em cada instante e mais cedo ou mais tarde vamos mesmo ter de arriscar, nem que isso implique acabar com o pouco que existe.

    ResponderEliminar
  2. "Porque não sei onde te perdi a ti - sabendo apenas que estás dentro de mim." aiii arrepias-me

    ResponderEliminar
  3. é mariana,espero que assim o seja por muito mais tempo

    ResponderEliminar
  4. neste momento, isto é tão eu. 'há momentos na vida em que não respiramos', não respiramos mesmo.

    ResponderEliminar