segunda-feira, 11 de maio de 2015

Passeias a mão no meu cabelo. Como ninguém. E fazes com que sorria. Porra! Como não precisas fazer nada para que eu sorria. Para que me sinta em paz. Com a maresia do vento. Com as tempestades da vida. Nunca foste perfeito. Mas acho que é nisso que se baseia a vida de quem ama e quem quer amar. Nunca foste perfeito. Mas foste meu. Em todas as ocasiões... Até naquelas em que me fugias das mãos. Às vezes até do peito... Das vezes em que me pregaste partidas. Das vezes em que regressaste por saberes que o teu coração era o meu. Que o teu abrigo eram as minhas mãos no teu abraço. O meu corpo na tua calma. Na tua excitação. Na tua vida. Nunca foste perfeito. E acho que muito menos eu. Mas também soube ser sempre tua. Em todos os beijos que brincamos. Em todas as corridas que passeámos. Sinto-te. Do meu lado. Nas minhas decisões. Nas minhas afirmações. Nos meus desejos. Beijo-te. Como se fosses a minha sorte. Como se a sorte fosse um acaso da vida. Como se sorte fosse porque sei que trabalhamos para o que somos hoje. Porque travamos as batalhas certas. E por nunca termos desistido. Mesmo longe. Mesmo estando separados na vida. A vida sempre nos ligou, dizia eu sempre que pensava em ti. Mas fomos nós, agora que penso. O casulo que sempre resistiu no lugar do nosso corpo onde se concentram as pessoas que amamos. Fomos nós, borboleta. Que sempre soubemos que era ao lado. E não ao longe. Que sempre soubemos que era para ser, e não por ser. Que sempre tratamos do que fizemos um ao outro com o maior amor que podemos sentir. Nunca me esqueço de ti. Das vezes em que chego a casa e vejo que estás a chegar também. Porque por mais furacões que possamos sentir acalmamos sempre. Por mais chata que possa ser. Por mais parvo que possas ser. Vivemos felizes porque não somos perfeitos. Porque me enervas e porque me metes piada. Porque me aconchegas quando decido que o teu braço é um saco de boxe. Adoro-te. Amo-te. Desejo-te. Amor perfeito porque de perfeito nada temos. Obrigada por me fazeres perceber que és a minha pessoa não perfeita. O meu encaixe. O meu sorriso mais verdadeiro. Fica sempre. Sei que ficarás. Que ficarei. A vida é para aqueles que sabem ficar. 
Amo-te.

15 comentários:

  1. E quando o amor é assim, é tão bom. Tudo parece tão perfeito nas suas imperfeições! Que sejam muito felizes. Juntos. Lado a lado. A amarem-se assim intensamente :)

    ResponderEliminar
  2. Que texto tão woow, que lindo minha querida <3

    ResponderEliminar
  3. Adorei o texto. Expressa perfeitamento o que eu também sinto por meu namorado. Desejo vos toda a felicidade do mundo :)

    ResponderEliminar
  4. Ninguém é perfeito, sabemos todos isso, mas há quem encaixe perfeitamente nas nossas imperfeições. E que não precise de fazer muito para nos deixar com um sorriso largo e os olhos a brilhar. Há quem nos encha o coração só pelo facto de ser como é. Porque o mais importante é chegar ao final do dia e sentir que aquela pessoa nos ama e que o nosso sentimento por ela continua forte, com claros sinais de crescimento.

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. Duas metades imperfeitas que se completam e formam a perfeição em uníssono :) amar não é encontrar a pessoa perfeita, sem erros e sem defeitos, é exactamente encontrar a pessoa mais imperfeita no mundo que para nós, nos vai parecer sempre perfeita mesmo quando está a errar :)

    ResponderEliminar
  6. Adorei, adorei. Não há palavras <3

    ResponderEliminar
  7. A unicidade daqueles que realmente amamos e nos amam.

    ResponderEliminar
  8. Tu escreves sobre amor como ninguém. Tu respiras e vives amor. Sente-se em cada palavra que dedicas aquele que tem o teu coração. Perfeito!

    ResponderEliminar
  9. Obrigada pelas palavras sempre ternurentas, minha querida. És um amor. <3

    ResponderEliminar
  10. é verdade, as avós e aquele pingo de razão :)

    ResponderEliminar
  11. O amor é algo que é impossível de descrever, mas o teu texto transborda amor, é uma coisa linda de se ler (:

    ResponderEliminar
  12. E espero que assim continuem :) Porque é difícil sermos perfeitos sozinhos, mas acaba por ser mais fácil sermos perfeitos com alguém. E vocês conseguem, por mais imperfeições que existam de cada lado.

    ResponderEliminar
  13. r: dói mesmo, mas o que dói é que esta pessoa já não podia magoar-me mais (pensei eu). Realmente, as pessoas conseguem mesmo surpreendemos e das piores maneiras! eu tenho a certeza q o quero bem longe da minha vida para sempre!
    Obrigada mesmo por a força! :)

    ResponderEliminar
  14. OHHHHHHHHHHH que texto tão maravilhoso +.+

    ResponderEliminar
  15. Identifiquei-me imenso em cada palavra :)

    ResponderEliminar